Compartilhe

Como fazer um bom planejamento escolar para 2020?

Escrito por Alexia Mameri

Como fazer um bom planejamento escolar para 2020?

Um bom planejamento escolar no início de cada ano é fundamental para um bom funcionamento dos setores de uma escola ao longo do período letivo. É sabido que a escola funciona como um organismo; se um dos setores falhar, é grande a probabilidade que os outros também entrem em colapso. Por isso, ao pensar em metas e objetivos para 2020, é necessário pensar em um plano de gestão integrada que ao fim tenha o mesmo propósito: um ano de sucesso e resultados para sua instituição de ensino.

Nesse post separamos em tópicos algumas dicas que podem te ajudar a tornar esse processo mais claro e simples.

Dica: como escolher o melhor software de gestão escolar?

Quem é o responsável pelo planejamento escolar e quem dele participa?

Geralmente a proposta de um planejamento parte dos gestores ou diretores da escola; isso vai depender do cenário da sua escola e pode variar de acordo com o contexto que sua escola está inserida. Contudo, o que vale para todas as escolas é o fato de que, apesar de partir de um grupo, ele deve ter a participação de toda a comunidade escolar: professores, funcionários, pais e até mesmo os alunos devem ser bem-vindos para opinar e dar feedbacks. Um planejamento democrático é fundamental para que as metas sejam cumpridas com mais engajamento e para que seja criada uma cultura de participação dentro do âmbito escolar.

Quando ele deve ser feito?

Por se tratar de um planejamento anual, é interessante que ele seja realizado durante o mês de janeiro, para que haja um tempo margem para debates e melhorias no projeto antes que ele seja executado no início das aulas.

Qual a importância do planejamento escolar?

O foco principal de um plano de ação, seja ele qual for, deve ser traçar um caminho que conduza sua equipe de um ponto A para um ponto B. Na gestão escolar não é diferente.

Sendo assim, definido qual o objetivo que se deseja atingir, é essencial que seja discutido, por exemplo, o conteúdo programático anual e a forma como esse conteúdo será ensinado durante o ano letivo.

Para além do ensino, uma programação é importante para que gestores e administradores tenham noção do dinheiro que entra e sai da escola, agindo assim de acordo com um orçamento previsto e evitando maiores problemas no futuro.

Não só para o corpo de funcionários da escola, o planejamento também é importante para os alunos. Com um calendário bem definido, metas traçadas e um plano de ensino claro, os alunos podem se programar melhor para as atividades letivas no decorrer do ano.

O que deve conter no meu planejamento?

O que vai conter em cada planejamento também vai depender do contexto em que a escola está inserida. Contudo, separei alguns tópicos que podem ser interessantes para deixar seu plano mais completo. Confira:

  • Divisão de turmas;
  • Programação e organização do conteúdo que será passado;
  • Elaboração do calendário de festas e feriados;
  • Reuniões individuais com os professores;
  • Reuniões do gestor com coordenadores e supervisores;
  • Elaboração do calendário escolar e sistemas de avaliação.

Como seguir o planejamento?

O primeiro passo para seguir e acompanhar o que foi proposto no planejamento é realizar reuniões periódicas com a equipe. As reuniões têm a intenção de alinhar as metas, tirar dúvidas e engajar ainda mais o time.

Além disso, vale lembrar que o seu plano pode ser modificado e atualizado durante o período letivo, o que pode tornar suas metas mais alcançáveis.

Como fazer um planejamento que evite e lide com a inadimplência ao longo do ano?

Ter acesso ao número de inadimplentes e aos seus dados quando não se usa um software de gestão escolar pode ser uma tarefa um tanto quanto difícil. O processo manual de busca em arquivos e pastas, além de tomar um tempo significativo, pode não ser eficiente.

Os melhores sistemas de gestão te apontam informações claras sobre aqueles que são devedores e o que ainda precisa ser pago. Por isso, uma dica importante para evitar a inadimplência é adquirir um sistema que possa tornar essa tarefa mais fácil. O iScholar já ajudou diversas escolas a reverterem seus quadros de inadimplência, como é o caso do Colégio Colibri que reduziu seu índice em 50% após a implantação do sistema.

Uma vez que você tem dados claros sobre os inadimplentes, a pergunta que fica é:

Como minha escola pode lidar com a inadimplência no ano de 2020?

A solução para esse problema também diz respeito a um bom planejamento. E o iScholar pode te ajudar com algumas ferramentas:

Envio de notificações:

O sistema permite que sua escola envie notificações via app, e-mail e SMS para os alunos e responsáveis. A dica é: escolha a frequência de envio das notificações que você julga ser a mais eficiente. Muitos pais não pagam a mensalidade em dia justamente por esquecer desse compromisso.

Recebimento via cartão de crédito:

É fato que um negócio que diversifica suas formas de pagamento tem seus índices de inadimplência reduzidos. Com as escolas, isso não é diferente.

Pensando nisso, o iScholar oferece a opção de recebimento com cartão de crédito por recorrência. Sua escola cadastra os dados do cartão do responsável e na data de vencimento da parcela, automaticamente é cobrado o valor da mensalidade. Por se tratar de uma cobrança em recorrência, o limite do cartão não fica travado e o responsável não terá problemas em esquecer de pagar a mensalidade. E o melhor: sua escola fica livre das maquininhas e suas altas taxas! Todo o processo é feito online e por uma das tarifas mais baratas do mercado.

Conheça o Cobrança Fácil: simplicidade e clareza nos processos de cobrança

Gestor, essas foram algumas dicas para que você aposte em um bom planejamento para o ano que se inicia. Esperamos que você tenha gostado do post ;)

Aguarde nossos próximos conteúdos e nos siga nas redes sociais:

Facebook | Instagram

Quer conhecer melhor a eficiência do nosso produto? Clique aqui e solicite uma demonstração.